Grab the Future. Our Legacy: Entrevista a Pedro Guilherme

ISEG Executive Education  / 01.07.2021  / ISEG, Pos-Graduação, Wine Business

 

Pedro Guilherme é Country Manager da Campus Training em Portugal, Co-Founder da D’Vine - Country House e foi aluno da Pós-Graduação em Wine Business. Em entrevista ao ISEG Executive Education, destacou a aplicabilidade prática dos conteúdos adquiridos, bem como o networking com os docentes e participantes do programa, pela diversidade de visões e opiniões trocadas.

 

Em que fase da sua carreira estava quando decidiu realizar uma Pós-Graduação? Qual a sua motivação para a realizar? 

Sou Biólogo de formação, mas trabalho como Gestor de Formação há cerca de 15 anos e, em 2018, decidi iniciar um projeto próprio de alojamento, o D’Vine – Country House, por forma a poder aproximar-me das minhas raízes e complementar a minha atividade profissional. Aquando da inauguração do D’Vine – Country House, enquadrado na região vinhateira do Cartaxo, sabíamos que o projeto, naturalmente, teria de evoluir para o enoturismo, daí a motivação para aprofundar conhecimentos e potenciar o negócio.

 

Uma Pós-Graduação, como a Pós-Graduação em Wine Business, é um programa estruturante, com duração aproximada de um ano. O que destaca no seu percurso enquanto aluno? 

O programa de Pós-Graduação em Wine Business é amplo e o mais positivo é a partilha de experiências com os docentes e entre alunos. A visão prática de cada docente, principalmente com a diversidade de opiniões, e a partilha de visões entre os vários alunos fizeram das aulas e dos coffee breaks momentos de enorme aprendizagem.

 

Qual o impacto imediato que a Pós-Graduação teve no seu percurso profissional? 

Durante o decurso da Pós-Graduação fui aplicando os conhecimentos e começando já a delinear o plano de negócio, assim como a produzir vinho. O projeto final foi quase um relato do que já estava a aplicar, pelo que foi bastante imediato o impacto desta Pós-Graduação.

 

Atravessamos um período desafiante e muito incerto, que, no entanto, também é gerador de oportunidades. Que ambições tem para o seu futuro profissional? 

Todo o setor hoteleiro foi muito afetado com a situação pandémica atual. No entanto, as unidades que, como o D’Vine, apostam pela diferenciação e não pelo turismo massivo estão favorecidas. Acredito que o futuro, quer do turismo, quer da produção de vinho, passa por saber respeitar e potenciar as particularidades de cada local.

 

Que importância dá à formação para alcançar esses objetivos?

Até mesmo por “deformação profissional”, entendo que a formação é o melhor e mais duradouro investimento que se pode fazer. Neste caso, esta Pós-Graduação permitiu-me focar o meu negócio, assim como encontrar uma forma de potenciar os resultados do mesmo. A aplicabilidade prática e a possibilidade de ir implementado o projeto enquanto estudava permitiu-me materializar, de forma bastante imediata, os conhecimentos que fui adquirindo.

 

Saiba mais sobre a Pós-Graduação em Wine Business >

Autor: ISEG Executive Education