facebookPixel Ir para o conteúdo principal

ISEG - IDEFE :: Executive Education Contents

Voltar

Grab the Future. Our Legacy: Entrevista a Rúben Pereira

 

Rúben Pereira é Data Scientist & Business Intelligence Engineer, na TAP Air Portugal, e foi aluno da Pós-Graduação em Data Science & Business Analytics. Em entrevista ao ISEG Executive Education, destacou a qualidade do corpo docente, dos conteúdos programáticos e da parceria com a Microsoft, que confere um cariz mais prático ao programa. O antigo aluno salientou ainda o impacto do programa na sua carreira profissional e a crescente procura, em Portugal, de profissionais com formação nesta área.

 

Qual o seu background académico e profissional e como surgiu a motivação de procura por uma formação na área de Data Science?

Tenho, como background académico, Licenciatura e Mestrado em Engenharia e Gestão Industrial, pela Faculdade de Ciências e Tecnologias da Universidade de Coimbra. Desde cedo e ao longo do curso, surgiu um interesse especial pelas disciplinas mais ligadas à área de programação. Como primeiro emprego, surgiu uma oportunidade na Novabase, como programador técnico de SAP (ABAP), sendo que esta fase da minha carreira terá sido crucial para a compreensão do funcionamento de bases de dados relacionais e para a respetiva organização processual neste tipo de sistemas. Posteriormente, mudei-me para a GALP, onde estive num departamento responsável por gerir uma grande quantidade de dados. Durante esta fase, aliei os meus conhecimentos de bases de dados com conhecimentos obtidos no meu curso, para a organização de processos. No entanto, a certa altura, percebi que me faltavam conhecimentos para poder gerir grandes quantidades de dados, sendo que resolvi complementar a minha formação com um curso de Data Science.

Quais foram os seus principais critérios de escolha da Pós-Graduação em Data Science & Business Analytics?

A Pós-Graduação que eu pretendia frequentar estava bem definida desde o início. Teria de ser uma Pós-Graduação relacionada com ciência dos dados. Depois de alguma pesquisa, percebi que apenas duas faculdades de renome em Lisboa administravam na altura esta Pós-Graduação. Analisando um pouco mais profundamente os planos curriculares, percebi que a Pós-Graduação do ISEG seria o programa que me ofereceria o melhor value for money. Posso concluir que foi uma decisão muito fácil, a de optar pelo ISEG para a escolha desta Pós-Graduação.

Como foi a experiência de frequência na Pós-Graduação em Data Science & Business Analytics e quais os principais takeaways que retirou dela?

Posso dizer que a Pós-Graduação superou as minhas expectativas. Os professores foram sempre atenciosos e prestáveis e a Pós-Graduação teve um nível de exigência adequado à formação que se pretendia obter. A parceria com a Microsoft foi excelente, no sentido em que tornou a Pós-Graduação mais prática e no permitiu conhecer, praticamente, toda a stack de produtos da Microsoft relacionada com a analítica de dados. Penso que saí da Pós-Graduação com um mindset totalmente diferente sobre a forma de fazer Business Intelligence e sobre qual a correta arquitetura de dados. No meu caso em concreto, estava habituado a desenhar bases de dados com uma abordagem mais transacional, pelo que foi um shift enorme conhecer a forma correta de se organizar os dados, quando o objetivo é fazer Business Intelligence e Data Science.

Que impacto teve este programa na sua carreira?

Ainda durante a Pós-Graduação, iniciei a procura de oportunidades mais viradas para o Data Science e Business Intelligence. Inicialmente, a ideia seria mudar de departamento dentro da GALP, mas não surgiu a oportunidade indicada. Posteriormente, acabei por ser indicado por um colega de curso para uma vaga em aberto na TAP. Esta vaga despertou-me o interesse por ser para um departamento que é transversal a toda a área de Procurement da TAP. Desta forma, poderia ajudar na transformação digital da área de Procurement da TAP e, de alguma forma, sentir que o meu trabalho tem um elevado impacto na organização. Acabei por abraçar este novo desafio, pelo que posso concluir que a Pós-Graduação teve um impacto direto bastante positivo na minha carreira.

Como descreve a importância da área de Data Science no mercado?

Na minha perspetiva, a área de Data Science irá ter um aumento bastante grande no mercado nos próximos anos. É um facto que a competitividade dos mercados tende a ser maior ao longo dos anos, pelo que as organizações terão de encontrar novas formas de aumentar a eficiência dos seus processos produtivos e comerciais. Uma das soluções para o aumento de eficiência destes processos terá obrigatoriamente de passar pela utilização de ferramentas de Data Science, aliado ao já antigo e bem conhecido Business Intelligence. A transformação digital será um dos grandes desafios das organizações na próxima década e não tenho dúvidas que a utilização de Data Science será uma das ferramentas mais utilizadas para alavancar a transformação das organizações. Como conclusão, posso afirmar que notei um grande crescimento de vagas de Data Science e Data Engineering, desde o momento em que comecei a ter interesse por estas áreas até aos dias de hoje.

 

Saiba mais sobre a Pós-Graduação em Data Science & Business Analytics >

 

Newsletter

Notícias, cursos, datas e outras informações em primeira mão. Tenha tudo na caixa do seu e-mail.

brochura

Veja toda a nossa oferta na nossa Brochura Institucional

Acreditações

  • Logo AACSB Accredited
  • Logo Associations of MBA
  • Logo DGERT
  • Logo Asaval
  • Logo CMVM
  • Logo PMI
  • Logo RICS

Informações

Miguel Bugalho (+351) 962 681 960
Marta Vieira (+351) 962 682 202
Natasha Nazarali - ISEG MBA (+351) 962 683 725
Geral (+351) 213 922 891 (+351) 213 922 789
Contacte-nos

Programas de Inscrição Aberta

Para Organizações